O Cão Beagle

O Cão Beagle

Existem certos registros da existência de um cão bastante semelhante ao Beagle contemporâneo na Grécia Antiga. Há, no ano de 433 a. c, registros de uma raça de cachorro capacitado para sentir a presença de lebres de muito longe.
Para se chegar aos cachorros Beagle de hoje em dia, podemos saltar certos séculos no tempo, mais adequadamente da Grécia A. C até à Inglaterra no século XI, onde existem bastantes registros de várias espécies que foram sendo misturadas até chegar ao cão Beagle que atualmente conhecemos. Com o intuito de se chegar até aos cães Beagle recentes, duas raças de cães bem especificadas foram mescigenadas: Talbot e Galgos Ingleses. Estas raças são definidas como as mesmas linhagens dos cães Beagle modernos.
Apesar de pesquisadores conseguirem traçar a origem da grande parte das espécies de cães atuais, no caso do cachorro Beagle havia um problema em termos de registros que acabou tornando difícil o serviço. O termo Beagle, em vários registros antigos, era usado para se fazer referência a qualquer cão que fosse de porte médio. Estes documentos datavam em especial da Inglaterra do século XVIII. Com o objetivo de se desenvolver uma raça de cachorros pra a caça, em principal de coelhos e lebres, percebe-se nestes documentos desse período vários registros a respeito da preocupação em se gerar uma raça predadora. Com o intuito de se chegar até um cachorro eficiente na caça, via-se a carência de um cão com um olfato aguçado.
Pelo que esses registros mais atuais apontam, foi graças a uma matilha do reverendo Phillip Honeywood, da Inglaterra, no período de 1830, que se originou uma pequena base pra o cão Beagle atual. Por volta do século XIX que iniciou-se a exportação de cachorros da raça Beagle aos Estados Unidos. Foi neste local que a raça começou a se tornar bastante famoso. Apesar de ter-se originado na Inglaterra, se pode dizer que os Estados Unidos foi a região onde o cão Beagle obteve mais adesão.

Características do Beagle

O Beagle é um cão altamente dócil, intrépido, inteligentíssimo, muito feliz e afetuoso. Apesar do seu porte mais compacto, não se engane: ele é um cachorro bastante vigoroso. Possui orelhas longas que pendem para os lados e pelos curtos, espessos e resistentes. Em geral, ele tem três colorações e com as pontas da sua pelagem esbranquiçadas.
Não existe um peso exato pra os cachorros Beagles, é preciso, inicialmente, dar uma olhada no seu porte e altura. De acordo com a Federação Internacional de Cinofilia, os cachorros da espécie Beagle devem mensurar mais que 33 cm e menos que 40 centímetros e, em razão disto, o peso de um cão Beagle é capaz de variar de 8 até 14 quilos, de acordo com o sexo.
Os Beagles têm um excelente faro, o que faz com que ao saírem para uma caminhada, são capazes de sair da vista do seu proprietário ao sentirem um odor que provoque a sua atenção. Devido a isso é relevante adestrá-los desde pequenininhos para que possam acatar a seus proprietários quando preciso.

Temperamento do Beagle

Proprietário de uma personalidade branda e travessa, o Beagle pode ser barulhento, amar ganir e latir quando não ensinado da maneira adequada. Contudo, não fique preocupado: o cão Beagle é totalmente tranquilo de se conviver. Ele ama brincar com crianças.
São acostumados a ficarem juntos dos demais cachorros, pois a contar da sua origem foram acostumados a estar em bandos, entretanto, fora do seu temperamento, ele é um cão de caça muito eficiente. O cão Beagle é sossegado e se adapta a todos os tipos de vida, tanto na área rural como na cidade. É um cão que costuma ser bastante malandro.
Deve ser treinado para vir a ser obediente e atender chamados e comandos dos proprietários, uma vez que tende a ser teimoso. Mesmo sendo tranquilo e amável , o cachorro Beagle pode não ser ideal para proprietários de primeira viagem, uma vez que é um cão que tem necessidade de proprietários firmes e com paciência e o seu adestramento pode demandar tempo e bastante empenho. Inúmeras vezes ele é visto como “cão que não possui capacidade de adestramento”, pois sua teimosia é bem grande.
O comportamento da raça Beagle é muito balanceado. Os cães dessa espécie não apresentam hostilidade nem acanhamento, tendo a capacidade de ser, também, um cão vigilante.

Vantagens de se ter um Beagle

– São muito brandos e amáveis
– São ótimos com crianças
– Muito carinhosos
– Adéquam-se em qualquer habitat, seja apartamento ou casa
– São cachorros saudáveis
– Não precisam de serem penteados todos os dias ou serem tosados muitas vezes

Pontos fracos

– Possuem a tendência de ser destruidores e fujões
– São bastante teimosos
– Possuem disposição à obesidade
– Quando bem filhotinhos, são muito novos e bem cansativos
– Apesar da sua boa condição de saúde, eles têm uma tendência a alergias e eczemas
– Outro problema menos habitual, é o chamado “Beagle Tail”, o qual afeta mais cachorros com a base da cauda grossa. O Beagle Tail é uma inflamação das glândulas anais, a qual constitui uma dobra entre o ânus e o rabo, abafando o local e gerando inflamação. Pra medicar a “Beagle Tail” é preciso o uso de anti-inflamatórios somadas a antibióticos.

Como tratar de um Beagle

O Beagle é um cão que não se esgota facilmente e é por causa disto que necessita fazer exercícios diários para gastar sua energia e para que jamais se torne infeliz ou gordo, já que é uma raça muito gananciosa com comida e tem predisposição pra ficar obeso. O cão Beagle precisa de uma dieta padrão e equilibrada, de boa qualidade.
Os banhos podem ser ocasionais, a cada quinze dias, com uma notável escovação no fim para remover os pelos soltos, o que já é suficiente para manter a higiene do cachorro em dia. Além disso, devem ser tomados os cuidados básicos com a tosa higiênica, tal como com o aparo das unhas de tempos em tempos.
Apesar disso, cuidados especiais devem ser admitidos se tratando da região dos olhos e da orelha dos cachorros desta raça. O cachorro Beagle tem a tendência a sofrer com a otite, uma vez que as suas orelhas são muito caídas e compridas, fazendo com que possam reunir mais sujeiras.
Eles são capazes de sofrer do problema conhecido como “Terceira Pálpebra” ou “Hiperplasia da Glândula de Harder”. Ela tem como característica gerar uma película de carne bem esponjosa ao redor da região dos olhos do Beagle.

Filhotes de Beagle

Para se adquirir um cão Beagle, verifique a sua procedência para que não haja contratempos pequenos. Todavia não idealize que é simples cuidar de um filhote de cão Beagle! Por sua origem e criação como um cachorro de caça, ele ainda conserva muito este instinto, sendo difícil de controlar e de educar.
Os Beagles são capazes de se tornar maravilhosos companheiros, fazendo uma excelente parceria com seus donos ao longo de 14 anos ou até mais, mesmo que ele possa mostrar-se “largadão” ou auto-suficiente.
O filhote deve ter uma fisionomia viva e feliz e deve mostrar curiosidade e bastante atenção às coisas que ocorrem ao seu redor, sem sinais de medo ou agressividade. Para se ter um cão fácil de se adestrar, escolha um filhote menos medroso ou arredio.
É muito importante que, quando escolhido o filhote, ele seja cuidado com amor, entretanto lembrando de estipular limites claros pra ele. Jamais dê permissão que o seu cachorro Beagle faça coisas erradas ou travessuras em excesso. É preciso corrigir o filhote de Beagle desde cedo e exibir para ele que você é o líder. Pra alguns especialistas, educar nenhum cachorro é complicado, entretanto o Beagle torna esta atividade um tanto mais complicada.

Curiosidades a cerca do Beagle

– Você conhece o “Pocket Beagle”? Então, a Rainha Elizabeth I tinha um exemplar desta espécie. Como o próprio título indica, eles são Beagles de Bolso. Ela possuía um criadouro dessa raça, onde chegou a produzir exemplares que possuía entre 20 e 23 cm.
– Aconteceu em 2013 um fato marcante relacionado a esta espécie: muitos ativistas libertaram inúmeros Beagles do “Instituto Royal” os quais eram usados como animais de testes para medicamentos e os demais propósitos.
– A espécie inclusive é dona de um excelente senso olfativo, já havendo sido utilizada, inclusive, pela polícia norte-americana pra exercer a tarefa de cachorro farejador em aeroportos, rastreando contrabandistas de alimentos e drogas.

Deixe uma resposta